Bolinhas Aleatórias

Eis o melhor e o pior de mim.

domingo, janeiro 11, 2009

Como eu ja tinha dito alguns posts atrás, vou começar a colocar os vários e vários vídeos feitos nesses 11 meses de Europa.

Pra abrir com chave de ouro, um videozinho do Walkabout, pub australiano que íamos toda segunda feira porque a cerveja era 1 libra e porque tocava música boa. Saudade do Walkabout e saudade das tansas da Aline e Isis que "aparecem" comigo no vídeo.


video


----------------------------------------------------------------------------

Na nossa volta para casa depois do pub, sempre aconteciam coisas engraçadas... Pois, além de ter que esperar o nosso ônibus e ainda ter que caminhar até em casa, sempre tinha alguém um pouquinho mais "alegre". E eu, sempre com a minha câmera em punho, gravava todos esses momentos! hahaha
A vítima dessa vez foi o Gabri.


video

-----------------------------------------------------------------


Tá! Amanhã ou mais tarde coloco mais!

sexta-feira, janeiro 02, 2009

oi, cara de boi.

Pois é, estou viva! Inteira, sem faltar um pedaço.
Quando cheguei no aeroporto, foi a primeira coisa que eu falei pra minha mãe.. "Calma que tô toda aqui!"
É.. mas acho que estava errada. Minha cabeça e o meu coração continuam lá, continuam em Londres. Não adianta, é um dos (poucos) lugares no mundo em que eu me senti em casa, em que eu me senti 100% feliz, em que eu cresci em todos os sentidos que uma pessoa pode crescer.
Foi o ano do aprendizado.

Mas, agora eu estou no Brasil, em Pelotas novamente e, é hora de voltar pra vida real!

2009:
Queria ter passado aos pés do London Eye, congelando de frio. Tudo bem, não foi possível... Pelo menos eu tinha minha família e meus amigos. Agora, a ansiedade e vários medos tomam seu espaço. É hora de procurar emprego, de decidir o que eu vou fazer da vida de verdade.

Boa sorte, bom emprego e muita saúde pra mim em 2009!

quinta-feira, outubro 23, 2008

MOCHILÃO!

4 DE NOVEMBRO - VENEZA

5 DE NOVEMBRO - FLORENZA

6 DE NOVEMBRO - ROMA

7 DE NOVEMBRO - ROMA

8 DE NOVEMBRO - VATICANO

9 DE NOVEMBRO - ROMA / PARIS

10 DE NOVEMBRO - PARIS

11 DE NOVEMBRO - EURODISNEY / PARIS / BRUXELAS

12 DE NOVEMBRO - BRUXELAS

13 DE NOVEMBRO - BRUXELAS

14 DE NOVEMBRO - BRUXELAS / BRUGES / AMSTERDAM

15 DE NOVEMBRO - AMSTERDAM

16 DE NOVEMBRO - AMSTERDAM

17 DE NOVEMBRO - AMSTERDAM / BREDA / BERLIN

18 DE NOVEMBRO - BERLIN

19 DE NOVEMBRO - BERLIN

20 DE NOVEMBRO - BERLIN

21 DE NOVEMBRO - BERLIN / PRAGA

22 DE NOVEMBRO - PRAGA

23 DE NOVEMBRO - PRAGA / CRACOVIA

24 DE NOVEMBRO - CRACOVIA

25 DE NOVEMBRO - CRACOVIA

26 DE NOVEMBRO - CRACOVIA / AUSCHWITZ / BUDAPESTE

27 DE NOVEMBRO - BUDAPESTE

28 DE NOVEMBRO - BUDAPESTE

29 DE NOVEMBRO - BUDAPESTE / VIENNA

30 DE NOVEMBRO - VIENNA / MUNIQUE

1 DE DEZEMBRO - MUNIQUE

2 DE DEZEMBRO - MUNIQUE

3 DE DEZEMBRO - MUNIQUE / GENEBRA

4 DE DEZEMBRO - GENEBRA

5 DE DEZEMBRO - GENEBRA

6 DE DEZEMBRO - GENEBRA / LONDRES

11/12 - TO CHEGANDO EM PORTO! :) :(

domingo, outubro 19, 2008

No meu aniversario do ano passado eu me perguntava....

http://www.fotolog.com/nehfii/24985645

Quem diria que eu ainda estaria na Europa. :)

E aqui fica a duvida..
e onde será que eu vou estar no dia 11 de outubro de 2009?

domingo, outubro 05, 2008

Espanha e Portugal

Tudo começou quando eu e a Ana resolvemos que iríamos viajar para algum lugar no final de setembro. Ja tínhamos combinado que ela iria viajar no mochilão comigo e com o Chico no final do ano, mas estávamos ansiosas para experimentar um pouquinho dessa aventura antes.


Bom, a maneira como escolhemos os países, não lembro ao certo, só sei que Espanha e Portugal foram os destinos. E agora, para que cidades? Contabilizando o tempo e dinheiro, decidimos por Barcelona e Lisboa. Ok. Fui catar passagem no site da Ryanair (amor, amor!) e achei passagem por míseros £10 para Barcelona. Maravilha! Hora de Portugal. A primeira má notícia: a Ryanair nao tem voôs para Lisboa. Boa ein?! Fui catar em outras companhias, Easyjet, TAP e o raio que o parta, tudo os olhos da cara. Meus e da Ana. Como eu sou uma boa futricadora desse tipo de site, achei passagem de £40 de Porto - Londres. Beleza né, nao é a coisa mais barata do mundo (por ser somente de volta), mas foi o mais barato que achei de Portugal (conclusao: ir para Portugal é caro, minha gente).


Passagens compradas, hora de bookar o hostel. Seria nossa grande estréia em albergues e a Ana é tao "fresca" quanto eu. Pensando nisso, fui pedir ajuda para uma amiga que mora em Madrid. "Qual melhor hostel em BCN???" "Booka no Kabul! É o melhor que tem lá e nao é caro!" Prontamente fui ao site do tal albergue. Olhando as fotos parecia ser show de bola. Compramos um quarto com 10 pessoas, mas ficamos na dúvida se era misto ou feminino. E fomos para lá com essa dúvida.


BARCELONA


Semanas se passaram até que chegou o grande dia. 20 de setembro. Grande data para emoções (hihi). De Victoria Station pegamos nosso ônibus que em 1hr e 30min. nos deixaria no aeroporto de Stansted. Pela noite pegaríamos nosso voô para Barcelona e chegaríamos lá pelas 22hs.


Antes de contar a nossa saga, tenho que dizer que fiquei orgulhosa de mim e da Ana. Nada, absolutamente NADA deu errado.. Mas como se trata da minha pessoa, vários quadrinhos aconteceram. Vamos lá.

Chegamos na estação e precisávamos pegar o metro até Plaça Reial, onde estava nosso hostel. Chegando em La Rambla, começou a chover. Recém chegadas de viagem, chuva, malas, uma multidão pq estava sendo comemorado a semana de aniversário da cidade e nós sem achar a porcaria da rua. Depois de perguntar num portunhol terrível (nao sei falar portunhol!!!), acabamos descobrindo que o albergue ficava na própria praça. Tá, chegamos lá pela 1hr da manhã, fizemos check in, pagamos e fomos embora pro quarto. Numero 403. "Ana, tá preparada?" Abri a porta. Várias pessoas ja estavam dormindo e, pela hora nao iríamos acender a luz. E sim, era quarto misto. Ficamos uns 10 segundos olhando para tudo tentando visualizar o que fazer, achar nossas camas e nao rir. Dormimos.




Na manhã seguinte, a descoberta do banheiro. Para começar, eu entrei no banheiro masculino e dei de cara com dois caras. Saí correndo. Que situação. Graças a Deus os banheiros eram separados e ele era muuuuuito limpo. Primeiras observações: somente 3 chuveiros. TRÊS. Pensei comigo mesma: "mas bah, vai ser uma peleia para tomar banho de manhã". Psss, engano meu. Nunca peguei fila e sempre tomei banho no meu chuveiro preferido. Isso porque as européias realmente NÃO TOMAM BANHO. É fato.



Cafe da manha no hostel e saímos para o turismo. Antes disso, conhecemos dois brasileiros que moram em Londres e ja estavam há 1 dia em BCN, aí nos acompanharam e guiaram no turismo. Não vou ficar relatando tudo que visitamos (pq realmente foi mta coisa e as fotos estão no Orkut), mas digo que a cidade é linda (eu imaginava um pouquinho diferente, mas não me decepcionei) e tem mil coisas para visitar. Levamos uns 3 dias para ver tudo, tudo, tudo. Sendo que em 2 choveu.


Bom, essa é uma parte um tanto quanto cômica da história. No nosso primeiro dia, um baita sol, tempo típico da Espanha e tal. No segundo, choveu. Estávamos nós na filinha para pegar nosso bus de turismo (barato, leva pra tudo que é lugar e nao se perde tempo!) quando começa a cair o mundo. Detalhe: em 1 mês deve chover 2 dias em Barcelona. Sem comentários. No início aquele ó-dio mortal, sapatilhas e pés totalmente molhados, casaco como tentativa de guarda-chuva. Mas não rolou. Tive que comprar um e gastei 7 - desgraçados - euros nisso. Affe. Ta né.. Pensamos: "Já que tá chovendo, vamos visitar os museus". Ok. Entramos no ônibus e fui conversar com o guiazinho (um italiano falando espanhol, ai.). Perguntando sobre os museus e tal, ele me larga: "Tenho uma má notícia para vocês: hoje é segunda feira, todos os muses estao fechados". Dá pra crer?



Nessa hora olhei pra Ana e caímos na risada. Ja tava na hora de levar tudo isso na brincadeira e começar a enxergar o outro lado da história. Muito bem. Vamos conversar com o italianinho-espanhol-bonitinho. Conversa vai, conversa vem, ele deu dicas de festas e número do telefone. Ó, parece que a nossa sorte começou a mudar. hahaha Ai, o dia que parecia ser um desastre começou a ficar divertido. Resolvemos dar uma volta (dentro do bus) pela Barceloneta, o "litoral" da cidade. Aí ja eram umas 5 da tarde e resolvemos voltar pro hostel.




No caminho, guarda-chuvas abertos e a Nathalia pára no meio da rua: "Aquele ali nao é o Marcio... Aquele ator da globo.. O Perereca!" Eu e a Ana ficamos nos olhando e olhando para ele - que passou quase correndo com um outro cara - tentando ver se era ele mesmo. Ai resolvemos ir atrás. As loucas. Fomos. Caminhando rápido para ver se a gente alcançava ele. Do nada os dois seres viram e começam a vir na nossa direção novamente. A Ana começa a caminhar na minha frente e eu certa de que ela ia parar o cara né. Engano meu. Aquela safada passa reto e eu tive que parar o guri em menos de 2 segundos sem nem pensar o que dizer. Aí sai: "PARA TUUUUUUUDO! A GENTE PRECISA TIRAR UMA FOTO CONTIGO!!" Agora me respondam... Que ser em estado normal ia dizer isso? E olha que nem fã eu sou. Tá bom, tá bom. "Claro gurias, vamos tirar uma foto." Por isso que eu sai com essa cara de tansa né.




Depois de dar tchau, a gente não parou de rir até chegar ao hostel. Subimos as escadas rindo e mal conseguíamos abrir a porta do quarto de tanto rir. Quando nos acalmamos, fomos dormir um pouco para fazer algo denoite. Depois de umas 2hs de sono acordo com shows acontecendo na praça. Música beeeeem boa, mas não consegui dormir mais. Fiquei ali pensando na vida e ouvindo músicas melancólicas durante 1hr. Acordamos, nos arrumamos e fomos pro showzinho. Entre rua e pints dentro do hostel (que era uma festa por si só), acabei a noite conversando com coreanos e japoneses (para variar....)


No outro dia, a chuva ainda nos acompanhou, mas dessa vez bem menos. E mesmo assim, não nos mixamos para ela. Fomos para a La Pedreira e todos os lugares "abertos" que ainda faltavam visitar. Além dos museus. No final, para encerrar com chave de ouro, olhamos nosso mapinha: "Olha, vamos no teleférico!! Me disseram que a vista que se tem de BCN de la é linda!" Ok, vamos. Ansiedade. Medo de altura, mas tudo bem. Chegamos lá, pagando meia entrada em tudo com carteira de estudante (isso é uma coisa que me deixa feliz) entramos na cabinezinha. Ok. "Fecha porta, fecha porta, fecha porta. Fechou." Ufa. "Tá, agora começou a ir rápido, aaaaaaaaaaaaai, que medo." Na primeira subida eu praticamente não me mexi, de mão com a Ana. hahahahha No mínimo, hilário.





De lá, direto comprar a nossa passagem para Lisboa. A única coisa que não planejamos muuuuuito antes de embarcar. Contando com a sorte e com o pouco que tínhamos pesquisado a respeito, deixamos para comprar a passagem la em BCN mesmo. Tá. Precisávamos ir para Madrid e de lá pegar o trem para Lisboa. Ai ai ai, com essa a gente não contava, mas vamos lá programar tudo novamente.


No outro dia, despedidas, check out e meio dia pegamos o bus para Madrid. Ótima viagem, linda vista. Chegando lá, 1 euro até a estação de trem. 22h45 partimos de Lisboa em um trem te-ne-bro-so. Viajar 9hs ali não foi a melhor coisa do mundo. Em meio a ler Harry Potter, ouvir música, comer chips e observar as pessoas, consegui dormir umas 2hs no máximo. 8hs da manhã e os primeiros prédios de Lisboa começam a aparecer.



LISBOA


Descemos do trem. Tem certeza que estou em Lisboa? Acho que voltei pra Pelotas e não sabia!!! Essa foi a minha primeira impressão. Mas que cara de Terceiro Mundo. Ta, calma minha filha, tu nao visse nada ainda. Em Lisboa pretendíamos gastar beeeeeem menos. Ja que o turismo não seria tão intenso e tínhamos casa pra ficar. A nossa anfitriã, a Ju, é amiga da Ana da faculdade no Brasil. Disse que iria nos abrigar com muito prazer. :)

Chegando lá, pegamos o santo metro e fomos pra casa. Dormimos, tomamos banho e fomos encontrá-la no Hard Rock Cafe, onde ela trabalhar. Comprinhas, comidinhas e vamos passear um pouco. Aí as coisas começaram a mudar. Que cidade LINDA! Tudo bem que a arquitetura é realmente bem parecida com a de Pelotas e Porto Alegre, que as coisas não são tãããão bem cuidadas, que se eu for comparar com Londres nem parece cidade européia, mas enfim, EU AMEI e achei uma cidade totalmente cheia de detalhes e linda demais. Não dava vontade nem de piscar para não perder alguma coisa.

No segundo dia, começaram as piadas de português. É verdade pessoal, todas as piadas fazem sentido. Desculpem os portugueses (eu também tenho antecedentes!!) mas eles são bem tansinhos mesmo. A primeira (e pior) foi quando fomos comprar os tickets para o bus de turismo. "Quanto é?" "14 euros". Ah ok. "Ó, eu só tenho 20, toma mais 4 para facilitar o troco". Tensão no ar. O tuga olha pro dinheiro, olha pra mim, olha pro dinheiro. "Desculpem, mas eu não tenho troco assim!". E devolve os 4 euros me dando os 6 do troco. Eu e a Ana só nos olhamos e fomos largar o riso soh mais adiante pro simpático português não notar. Ai meu deus, COMO ASSIM? Mas tudo bem. Fora o metro e suas confusões. Enfim.

Passeamos, vimos lugares lindos, ruas igualzinhas a Pelotas, comemos muuuuito pastelzinho de belem (Chico, lembrei muito de ti) e tivemos várias orgias alimentares, porque em Portugal se come maravilhosamente bem - ao contrário de Londres.





Hora de fazer uma festa decente nessa viagem. Afinal de contas, eu sou uma pessoa festeira e ponto. Ainda bem que a Ju é ainda 10 vezes mais do que eu. Vamos para o Kubo. Festinha em lugar aberto, toda cheia de estilo e coisa e tal. E sim, os portugueses são lindos! Mais do que os ingleses, irlandeses, espanhois, italianos, coreanos, japoneses, georgianos e todas as outras nacionalidades que eu ja conheci. haha Como diriam por la, "os gajos são muito giros."

Mas não adianta, acho que to ficando velha ou o turismo me cansa muito, porque saímos de la relativamente cedo e fomos direto comer um pão com chouriço (é assim que se escreve?) muito bom. Coisas de português. :P A gente come MC, eles comem pão com chouriço.



Ao contrario de BCN, em Lisboa fez um tempo lindo! Um sol e calorão. No nosso último dia fomos para a famosa praia de Cascais. 3 euros para ir e para voltar em meia hora num trem quase melhor do que a gente foi pra Lisboa (exagero...). Chegando lá, pés na areia, pés na água (geladíssima!), suquinho de maracujá, um pôr do sol maravilhoso e muitas fotos. A praia é linda sim, mas não bate as nossas, tenho isso a dizer.




Em adição a tudo isso, tenho que dizer os souvenirs são de morrer, que os azulejos são lindos sim, que a casa do presidente é bem simples, que eles se acham os descobridores do Brasil (o que não são hihi), que eles fazem piada de brasileiros (coitados!), mas são super simpáticos com os mesmos, que eu me senti super em casa porque além de falar a mesma língua o lugar tem ar de Brasil e as pessoas tem as mesmas caras.


Assim, no dia seguinte saímos cedinho para pegar nosso trem para o Porto. Estávamos cansadas e sem dinheiro, então decidimos não fazer turismo na cidade. Preferíamos ir direto pro aeroporto. De la a gente ligou pra família, comemos e fofocamos, ja que ficamos umas 6 horas por la.. Na volta, uma tensão. O avião atrasou e o pessoal tinha mala de mão a mais. Ou seja, não tinha mais espaço para colocar nos compartimentos e o staff tava ficando nervoso. E eu, que ja nao sou calma com andar de avião (o famoso medo de altura) fiquei mais nervosa ainda. Ta né. O avião decolou. Eu li e conversei com a Ana. Ai o "aeromoço" mais nervosinho era uma simpatia e ia sempre ali conversar com a gente. Fui me acalmando e quando eu vi chegamos em Londres. Acabou que o voô que tinha tudo para ser uma pilha de nervos, foi o mais calmo desde que eu cheguei na Europa.


Podres de cansadas e a meia noite do dia 1 de outubro chegamos na imigração. Um fila gigantesca. 45 minutos depois a simpática (sim!) atendente nos deu o carimbo e voltamos para casa. 1hr da manhã pegamos o bus para nos levar ao centro de Londres. 2hs e 30 min. da manhã chegamos em Victoria Station novamente e as 3hs pego o bus para casa. 15 pras 4 abro a porta de casa e olho pras gurias dormindo. Acendo a luz, pego meu pijama e em 15 minutos depois estou deitada na minha caminha que eu nao via há 10 dias. Que saudade que eu tava de casa!


MEUS P.S.'S:

1. Toda essa viagem, obviamente, possui muitos vídeos. Como a internet da minha casa é ruim, quando eu terminar de colocar todos no youtube, farei um post especial somente com eles.

2. Sim, o post de Paris ainda virá!

3. Meu pai tá aqui me visitando e foi ótimo vê-lo depois de 8 meses! Afofei bastante! hehehe

4. Dia 10 vão faltar 2 meses para a minha volta. :) :(

5. Dia 11 faço 22 primaveras e quero ligações! 00xx447789338637 :P

6. Ganhei outro visto e poderia ficar aqui até Abril, mas não farei isso hahahah



TCHAU!

sexta-feira, agosto 29, 2008

It feels like home to me..

E o céu de Londres nunca esteve tão lindo.

quinta-feira, agosto 07, 2008

Be Just And Fear Not

Exatamente da mesma maneira que comecei a materia que escrevi pra Jungle desse mes, vou comecar aqui tambem. Inglaterra é cheinha de cidades maravilhosas para conhecer. Londres, Oxford, Liverpool, Cambridge; e ainda bem pertinho tem a Escócia. Pois bem, eu resolvi ir para o "countryside", a zona rural britanica. Não somente por curiosidade, mas principalmente pelos laços familiares que lá me levaram. Foi assim que cheguei a Carlisle. A 495km de Londres, Carlisle é uma cidade ao norte da Inglaterra, com mais de 71 mil habitantes e conhecida pelo seu castelo e grandes lutas que lá se passaram.

Logo se pensa... Ok, e o que tem pra se fazer lá? E aí começou a minha surpresa. Enfrentei (modo de dizer porque foi uma viagem maravilhosa) quatro horas de trem para chegar até lá. Quando desci na estacao fiquei com uma pontinha de medo que iria acontecer a seguir. Afinal de contas, teria que falar ingles durante 4 dias seguidos com pessoas que tem fama de possuir um sotaque carregado (norte do país). Mas, logo tudo isso passou quando meus anfitriões vieram ao meu encontro: Jackie e John.


Para quem não sabe, tenho familia inglesa, ja que minha bisavó e bisavo nasceram aqui. No caso, essa é a familia da minha bisavó Margareth, por parte de pai.

Botamos as coisas no carro e começamos o passeio. Eu achei que não teriam muitas coisas a serem vistas, mas logo os dois me deram diversas opções de locais que eu deveria conhecer. O primeiro lugar que me levaram foi no Stone Circle, um "pedra-circulo" do estilo de Stonehenge mas menos famoso :P Mas, mesmo assim haviam várias pessoas la tirando fotos. Além disso, o filme Dinossauros utilizou o local como cenario.

Saindo dali, eles me levaram ao Keswick Launch, um local onde pode-se fazer caminhadas a beira do rio/mar (não lembro!) e proporciona paisagens absurdas de lindas! Um lugar que dá vontade de sentar e passar a tarde lá.. Só observando a natureza. Outra coisa é um dos cartões postais da cidade: os barcos antigos que ainda são usados desde os tempos da rainha Victoria. Depois disso, ainda dá pra sentar na grama, no parque onde pessoas e ovelhas dividem o mesmo espaco!

Já no centro da cidade, conheci a Carlisle Cathedral, que é a coisa mais linda do mundo! Uma das catedrais mais perfeitas que eu ja fui! O teto, os detalhes da igreja inteira.. Tudo era super bem feito. E, ainda teve o fato de saber que a minha bisavó tinha sido batizada ali há anos e anos atrás.

A cidade possui um "shoppinzinho" e vários museus suuuuper bem feitos, onde dá pra conhecer a história de Carlisle, além de acompanhar todas as lutas que ja aconteceram lá.. Dentro deles, sempre tinham as lojinhas de souvenir, que me deixam loucaaaa! Até uma xícara do Peter Rabbit (infancia, infancia!) eu comprei :D

No sábado, encontrei toda a familiarada: Jackie and John, Ralph e Margareth (que eu ja conhecia do Brasil), Yvone (filha da Jackie) e Josie. Fomos almoçar num pub beeeem tradicional onde eu provei o famoso pudding de sobremesa. Quando cheguei em Londres pensava: "isso é tipo pudim ou o que?" Aí, lá fui descobrir que é tipo um bolinho quente, suuuuper bom! Depois disso, me levaram num lugar super emocionante.. A rua onde a minha bisavó morava. Não sabiam ao certo que casa era, ja que fazia muito tempo, mas a rua ainda estava ali. Foi uma sensação esquisita (no bom sentido!) estar ali.

Uma parada obrigatoria é o Carlisle Castle, onde reis ingleses e escoceses ja moravam. É um lugar lindo e gigante!! Em meio das contruções modernas, lá esta ele: imponente. Eu sou suspeita para falar, pois adoro castelos.. Mas, esse é super bem conservado (assim como tudo lá...).

Quando eu achava que não tinha mais nada para fazer, eles me levaram a Haltwhistle, a mísera cidadezinha que simplesmente se encontra no centro da Grã-Bretanha!!! Simplesmente no meio do Reino Unido! Adoro essas coisas... (foi a mesma sensação quando eu fui a Greenwich). De volta para casa, como não poderia deixar de ser, tivemos que dar passagem a 757575 mil ovelhas que estavam sendo tocadas de volta para alguma "fazenda". Foi bem legal observá-las.

Foram quatro dias totalmente inesperados! Que eu aprendi um monte de historia, que eu conheci a terra da minha família inglesa e que eu conheci uma cidade na Inglaterra que ninguém vai! hahaha Depois disso tudo, só tenho a dizer uma coisa: PAI, TA NA HORA DE VIRES! :)

Mudando da agua pro vinho, 6 meses de Londres, Paris a vista nesse fim de semana e vaaaaarios dos meus amigos indo embora.

Ai, odeio despedidas. :/

ps: se quiserem ver fotos, é só ir ao Orkut.. Minha internet ta lenta e não carregou foto alguma pra esse post! :P

terça-feira, julho 08, 2008

Despedidas e Dublin

Saudades. É o sentimento que mais tem tomado conta de mim nesses últimos dias. Mas, não é saudade de casa ou dos meus amigos do Brasil (isso já aprendi a lidar!). É saudade daqueles que são extremamente especiais pra mim e estão começando a ir embora, ou seja, voltar para o Brasil.

Em pensar que aquelas pessoas que me acompanharam durante mais de um mes pelas ruas de Londres, estudando, rindo dos colegas engraçados, falando merda em portugues na escola, almoçando Subway todo santo dia porque era £1,99, aprendendo coreano, passeando e tirando milhões de fotos, conhecendo todos os cantinhos de Londres e, principalmente, nos conhecendo a cada dia mais.

Ao passar dos meses, cada um acabou tomando seu caminho em Londres, mas nunca deixamos de nos falar, mesmo nos vendo menos.. E, a cada reencontro, parecia que tínhamos nos falado apenas algumas horas atrás. A cumplicidade, a risada e todo o carinho e afeto especial que sentimos uns pelos outros estava ali.

Agora, chega Julho, chega Agosto. É hora deles irem embora. Thiago daqui alguns dias e a Bruna inicinho de Agosto. É uma coisa estranha pra mim. Porque eu sempre pensei que seria a primeira a ir embora, de ter a despedida no aeroporto, já que minha viagem estava marcada para o dia 18 de Julho.

Quando eu embarcar o ultimo no avião, vai me dar um vazio que nunca me deu antes. Tenho certeza disso. Apesar de ainda estar cercada de várias pessoas maravilhosas, vai parecer que fiquei sem chão. Apesar de não nos vermos mais todos os dias, sei que quando eu precisasse de qualquer coisa, a Bruna e o Thiago estariam prontos pra me “socorrer”.

Mas, é a vida.. Novamente cada um tomando seu rumo nesse mundo. Mas é tão difícil pensar nisso. Porque estamos aqui, num mundo meio que paralelo a nossa realidade, contando um com o outro, fazendo que com que pessoas que recém conhecemos se tornem grandes amigos. E eu, graças a Deus, posso dizer que tenho tido sorte com isso. Nunca mais na minha vida quero perder o contato com esses dois, porque são pessoas que marcaram demais a fase mais importante da minha vida. Afinal de contas, “Who’s the daddy?”






------------------------------------------


LONDON - DUBLIN
Sexta feira, 27/06:
Acordo às 7h30 da manhã para ir trabalhar na revista. Saindo de lá, às 19hs, vou trabalhar de babá no sul de Londres (sendo que moro no norte), mas a grana é boa e as crianças sao divertidas. Vamos lá.

Só pra entenderem melhor: há alguns dias atrás eu já tinha comprado minha passagem pra Dublin para 6h30 da manhã (pq era mais barato). Então assim, pra chegar no aeroporto, teria que pegar um onibus especial que leva o pessoal pra lá (e demora 1h30) em Victoria Station, que de tube é bem pertinho da minha casa. Pois bem, como eu teria que sair de casa antes das 5 (hora que abre o tube) eu teria que pegar um bus para ir pra Victoria, que de acordo com o site, demoraria 40 minutos. Então, fazendo as contas eu teria que sair de casa as 2hs da manhã. Ok.


Voltando a historia da babá.. Para chegar na casa eu tenho que fazer o seguinte trajeto: de tube tenho que pegar a Piccadilly Line de Holborn ateh Hammersmith (uns 25 min.), de lá trocar para a District Line até Richmond (mais uns 20 min.), de lá pegar um trem até Mortlake, E ENFIM, caminhar 20 minutos até a casa encantada. Tu-do bem. O problema foi o seguinte: geralmente os pais vão pras festinhas e chegam lá pelas 23h30, assim sempre dá tempo de chegar na estação e ainda pegar trem e tube abertos (fecham 00h30). Mas, naquela grandiosa noite, onde eu tinha que sair de casa as 2hs, eles resolveram chegar 00h30. Ou seja, era praticamente impossível pegar o tube ainda, mas mesmo assim, eles me pagaram um taxi até a estacao com esperança. Consegui ainda pegar District Line até Hammersmith, mas, chegando lá, não tinha mais tube pra casa. ÓTIMO! A solução era pegar um onibus, aliás 3 onibus. Resultado: Nathalia tendo um treco dentro da estação. Mas ok, de algum jeito eu tinha que chegar em casa.

Sábado, 28/06:

Duas horas e dez minutos era eu entrando pela porta de casa que nem uma louca. Sendo que eu ainda tinha que tomar banho e arrumar minhas coisas, tirando o fato de que eu tinha que sair de casa às DUAS HORAS. Fiz tudo isso em meia e saí voando de casa. Com os nervos a flor da pele, não consigui dormir no onibus indo para o aeroporto porque tava com medo de não chegar a tempo e perder o avião.

Chegando lá, eu tava em tempo. Ufa! Mas, mais um contratempo: a mulher do check in resolve pegar minha mala (inha) e minha bolsa para revisar. Ou seja, tira TUDO de dentro (ai que raiva). Depois de conseguir organizar as coisas novamente nos seus lugares, faltavam cinco minutos para o portão de embarque do meu voo fechar. E eu ainda nem sabia qual era ele. Corri, corri, corri e o caminho não acabava mais. Faltando 1 pras 6 achei o portão 42. Detalhe: uma fila enorme para entrar e, nos deixaram somente lá pelas 6h10. (ai que raiva 2).

Mesmo já aliviada em estar sã e salva dentro do avião, não consegui dormir. Por mais familiarizada que eu já esteja com aviões, ainda me cago de medo (:P). Entretanto, posso dizer que foi o voo mais tranquilo da minha vida (não que eu já tenha voado muito), mas ele praticamente não se mexeu! E mais: chegou meia hora antes em Dublin. Resultado, quando estávamos todos esperando a ordem de tirar o cinto para poder pegar as malas, toca uma musiquinha realmente bem alta: TAM TANANAM TANAM! E entra o piloto falando que a Ryanair tinha novamente chegado em tempo recorde e bla bla bla.. No fim, todos os passageiros bateram palma e saíram felizes e contentes. Vou morrer e não ver tudo!
Depois de passer por longos corredores e imigração, chego na saída esperando ver o Chico feliz da vida.. Mas, cade o Chico? O safado não estava me esperando! Pensei: “me esqueceu!” Mas aí, consigo falar com ele e o guri tava atrasado. Chegando, pegamos o bus pro centro e fomos colocando a fofoca em dia.

Começa o turismo. Ele e o Guto tinham me falado mal da cidade, que não tem nada demais, que nem se compara a Londres e coisa e tal. Mas é totalmente ao contrário! Eu adorei Dublin! Parece ser uma cidade otima de se morar, tem um ar bom! Achei totalmente simpática :) Fomos em lugares maravilhosos, como Phoenix Parque, que é o maior da Europa (entende-se porque nos perdemos), na casa da presidente da Irlanda, fábrica da Guiness, igrejas, ruas mais famosas.. E assim passamos uma tarde maravilhosa! Mas, infelizmente o Guto e o Chico tinham que ir trabalhar às 17hs e me deixaram na casa da Jéssica, foi bem legal ve-la depois de 5 meses! Nisso, conheci a Dani que mora com ela e ficamos lá papeando. Aí eu consegui tirar um cochilo de 1hr antes de irmos pra noite.

Saímos de casa, eu já tava me segurando, procurando um palitinho para colocar no olho, porque somava 48hs acordada. Ficamos andando de um lado pra outro procurando um pub não muito cheio pra entrar. Mas, foi legal, porque é uma rua com diversos pubs, inclusive o mais famoso de Dublin, Temple Bar. Entramos em vários somente para eu conhecer. Acabamos ficando em um que no final das contas valeu muito a pena. Não estava muito cheio, mas deu pra sentar, pegar bebida sem conflitos (hahaha) e, de quebra, conversar com irlandeses. Ok. Pausa para um comentário. O Chico e a Jéssica já tinham me contando que eles tem mania de beber cerveja NOS PUBS e soltar peidos após. Mas sério, nunca achei que ia passar por uma experiencia dessa. Tinha um grupo de uns 3 ou 4 irlandeses atrás da gente que resolveram “fazer a festa”. Quase morremos asfixiadas, porque não eram simples peidinhos, eram coisas bizarras, que deixaram o pub inteiro fedendo a vaca!!!!! Mas tudo bem, com o sono que eu ja tava, ria de tudo que acontecia.

No final, o Chico e o Guto nos encontraram, ficamos mais um tempinho ali, conversamos, comemos, pegamos o bus pra casa. Cheguei, arrumei minhas coisas, conversei com os flatmates e, então resolvi dormir mais um pouco. Meu voo era as 8h10, então tinha que sair de casa as 6hs. Fui dormir as 5. Com mais uma horinha de sono, fomos (eu e o Chico) em direção ao aeroporto. O voo foi tranquilo novamente, mas dessa vez sem musiquinhas. A decolagem, que pra mim é a pior parte, já está se tornando um prazer!

Assim, chegando em London, e fazendo o mesmo caminho de volta pra casa (opa, dessa vez de tube!!!), abri a porta do quarto e me atirei na cama!

Essa foi a minha primeira viagem pela Europa. :) Em novembro, novas aventuras! No proximo post, detalhes da minha viagem a Carlisle, cidade da minha família inglesa!














Beijos, beijos!

domingo, junho 15, 2008

Sumi mas to viva! :)
Tanta coisa acontecendo (como sempre).. Trabalhando a mil como babá e na revista!

Mas, fim de semana passado o Chico veio aqui me visitar junto com o Guto. Foi um sentimento mega estranho quando os vi descendo do bus que os trouxeram do aeroporto... Uma felicidade imensa de estar encontrando com eles em Londres, na Europa! Foi legal. Acho que nunca ri tanto durante um fim de semana inteiro desde que cheguei. O que menos a gente fez foi dormir e o que mais a gente fez foi caminhar. hahaha

Bom, agora é juntar grana pra viajar. Dia 28 to indo pra Dublin (Chico, Guto e Jessica me espeeeeeeeeerem!), no outro pra Carlisle (visitar a minha família inglesa :D) e depois Escócia e País de Gales. A partir daí, conhecer o que der da Inglaterra porque a partir de Outubro, mochilão com o Chico :)

É isso! Vou me embora pro Hyde Park que tá um baita dia aqui!

beijosssssss

sábado, maio 17, 2008

Gente, sera que eh possivel acontecer tanta coisa boa ao mesmo tempo? Sera que realmente o pensamento positivo, alegria, bom humor sempre realmente atraem coisa boa? Pode parecer cliche tudo isso, mas eh o que simplesmente sinto agora. Estou, sem duvida, vivendo (nao digo o melhor), mas o momento de maior amadurecimento da minha vida! Estou aqui, aprendendo a dividir um espaco com mais seis pessoas que nunca tinho visto na vida (e hoje ja virou familia), sabendo dividir um quarto com duas gurias. Aprendendo a fazer uma faxina, a cozinhar. Mas, isso, nao chega nem aos pes de toda a experiencia que estou adquirindo aqui. Toda aquela frescura inicial de: "nunca vou dividir quarto, nunca vou dividir banheiro". "mochilao, chico? nunca faria uma coisa dessas!" Hoje em dia, minha visao de mundo mudou totalmente. Meu lema eh saber aproveitar cada segundo do meu dia, todas as oportunidades, viver sempre de maneira positiva! Ta.. deu desse papo chato. Eh soh pra mostrar que realmente eu to vivendo uma nova vida e a Europa eh o meu lugar! hahahaha Ta, nem sei.. Ja tenho grandes planos pra minha volta :D

Bom, mudando da agua pro vinho. Li uma vez que uma das melhores maneiras de aprender vocabulario em ingles eh ler. Livros, revistas, jornais.. Mas, principalmente livros. Porque se nao entendes uma palavra, o autor a repete varias vezes e tu acabas entendendo pelo contexto o que a palavra quer dizer. Pois bem, esta explicacao dada, venho a dizer que resolvi adquirir ao movimento. De tanto a Isis falar e, posteriormente, ainda no Brasil, o Chico; resolvi comprar o primeiro livro do Harry Potter. Realmente posso dizer que eh verdade o que eu li. E, admito, pra quem nao era fa do bruxinho, to bem viciadinha. Comprei ontem e hoje, ja passei da metade. Ja tenho planos de comprar o segundo e ate o DVD do primeiro filme. Porque afinal de contas, livro aqui eh a preco de banana. Isso eh outra coisa maravilhosa que tem aqui. Livros feitos de material simplerrimo, assim, todos podem comprar. Entao, eh soh entrar no metro e todo mundo com um livrinho em punho.

Agora, mudando novamente de assunto... Tenho tido sonhos estranhos. Minto. Na verdade um unico sonho estranho. Acho que ja sonhei umas cinco vezes que estou no Brasil, apavorada, porque tinha voltado de repente, que nao tinha feito nada que eu queria e tal.. Ai, no meio do sonho, me dou conta que "eh um sonho" e tento acordar, tento acordar, ateh que acordo realmente, devagar, e me dou conta que estou no meu quarto, aqui em Londres. Mas, me acordo ansiosa.. Sonho esquisito! Se alguem souber interpreta-lo, me de um help, please. hahaha Mas, acho que isso deve ter a ver com a saudade de casa. :)

Falando em saudade, hoje, tive a primeira real saudade da faculdade. Nao dos meus amigos da tropa (pq deles sinto todo dia) mas da faculdade em si. Dos corredores, das aulas, dos professores, dos merendoes, da bagunca que a nossa ATC fazia pela ECOS.. Foi um sentimento estranho. Uma saudade do Fora do Ar, das gurias, da funcao toda da TV. Foi um ano TAO bom que eu tive ano passado que eu viveria tudinho novamente. As vezes - admito - tenho vontade de voltar voando e voltar a trabalhar em TV, em crescer profissionalmente no que eu realmente amo.. Mas, sei que tudo tem seu tempo. :)

Acho que eh isso pessoal. Voltei agora pouco do trabalho e descobri que to sozinha em casa, sendo que todos se mandaram prum pub :/
Sabado neh! Fazer o que!? Mas eu nao reclamo nao.. To aqui juntando minha graninha pra conhecer a Europa!

Bejo! Bejo!